Para Sinduscon-DF e Ademi DF, mercado imobiliário vai crescer em 2022

Para Sinduscon-DF e Ademi DF, mercado imobiliário vai crescer em 2022
Compartilhe:

Assessoria de Comunicação Social da Ademi DF

Mercado que bateu recorde de vendas e lançamentos em 2021, o setor imobiliário do Distrito Federal deve manter o resultado positivo em 2022, a despeito de eventuais incertezas decorrentes do cenário político e econômico do país, como o aumento continuado das taxas de juros e a proximidade de eleições. Neste início de ano, dirigentes do setor não arriscam estimativas, mas enxergam espaço para, no mínimo, manter o desempenho registrado no ano passado. Dados da pesquisa Índice de Velocidade de Vendas (IVV) mostram que o setor acumulou o lançamento de 43 novos empreendimentos residenciais e a oferta de 5.074 unidades. Em 2021, foram registrados Valor Geral de Lançamentos (VGL) de R$ 4,6 bilhões e Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 3,3 bilhões.

Clique aqui e assista

“Tivemos mais um ano excelente, de recuperação. Nossas pesquisas mostram otimismo do associado e teremos mais lançamentos em 2022”, afirma Eduardo Aroeira Almeida, presidente da ADEMI DF. “2022 será mais um ano com muitos desafios, mas teremos um ano muito bom, superando dificuldades”, acrescentou Adalberto Valadão Junior, vice-presidente do SINDUSCON-DF. Juntos, eles apresentaram um balanço do mercado imobiliário em 2021, em entrevista transmitida ao vivo pelo canal da ADEMI DF no YouTube.

Em dezembro de 2021 foi registrado IVV de 8,4%. No último mês do ano foram lançadas 401 unidades novas e comercializados 427 imóveis. Comparada a 2020, a oferta total de imóveis residenciais captada pela pesquisa cresceu 48,8%. “O mercado imobiliário vive momento de recuperação consistente e 2021 mostrou isso”, avaliou o estatístico Alexandre Garcia, da Opinião Informação Estratégica, responsável pela pesquisa.

Saiba mais

Presidente da ADEMI DF, Eduardo Aroeira destacou que o desempenho do mercado tem impacto direto sobre a economia, pela geração de novos postos de trabalho e renda para a população. “O lançamento que fazemos hoje significa emprego no futuro”, afirmou. “No ano passado, tivemos um papel essencial na manutenção e geração de empregos no DF, vagas com carteira assinada”. Segundo ele, os empreendimentos lançados em 2021 deverão gerar cerca de 35 mil novas vagas.

Vice-presidente do Sinduscon-DF, Adalberto Valadão Júnior acrescentou que o imóvel é um investimento seguro tanto para quem precisa de moradia, quanto para quem busca opção de investimento rentável. “A valorização do imóvel tem sido vista na prática. Houve uma aceleração muito grande nos últimos dois anos”, comentou. Segundo ele, esse é um movimento sustentável, que seguirá impactando o mercado. “E não estamos falando de especulação, pois nossas empresas atuam na formalidade. É um movimento de mais confiança do comprador e de retorno do público investidor”. Dados da Abecip registram valorização de 16,7% nos imóveis do DF em 2021, 60% acima da inflação.

 

Voltar
Enviar mensagem no WhatsApp