Nota de Repúdio do setor produtivo do DF à fala do chefe da Casa Civil, Rui Costa

Nota de Repúdio do setor produtivo do DF à fala do chefe da Casa Civil, Rui Costa
Compartilhe:

O setor produtivo do Distrito Federal repudia a fala do chefe da Casa Civil, ministro Rui Costa, que, em evento recente na Bahia, afirmou que Brasília seria uma “ilha da fantasia”. Afirmou ainda que melhor seria se a capital tivesse ficado no Rio de Janeiro, ido pra São Paulo, Minas ou mesmo voltado a sua terra natal.

Com todo respeito à história do ministro, sua fala denota, no mínimo, preconceito e desconhecimento. Brasília abriga, hoje, mais de 3 milhões de brasileiros com origem em todas as regiões do país.

Desses, quase 60% são brasilienses natos. A capital, oitava maior economia do país, produz para o Brasil um PIB de 337 bilhões de reais, fruto do trabalho incansável destes brasileiros. Sua indústria, comércio e serviços gera quase quinhentos mil empregos formais. 

Abrigamos o poder federal, com todos os ônus e bônus advindos da decisão de JK, que, a olhos vistos, cumpriu o objetivo de trazer desenvolvimento para a região central do país, até então desocupada.

Se conhecesse nosso povo, as culturas regionais aqui preservadas e a nova cultura aqui nascida, resultado da fusão de raças, cores, credos e regionalidades que só Brasília possui, seguramente o ministro não pensaria assim.

Se andasse pela Brasília real, muito maior que a Brasília da Esplanada dos Ministérios, conheceria de perto uma cidade viva, pujante, com riquezas e pobrezas, virtudes e defeitos, como qualquer cidade brasileira, e teria se abstido de fala tão ofensiva à nossa população.

Esperava-se que uma autoridade de tal importância buscasse unir o país. Ao contrário do que foi dito, aqui vivem em um mundo bastante real mais de 3 milhões de brasilienses, todos à espera de que aqueles que só enxergam a “ilha de fantasia” façam a sua parte na gestão desse país, com trabalho, seriedade e responsabilidade.

Enquanto isso, continuaremos produzindo riquezas, empregos e dignidade, mantendo a esperança de um país mais justo, livre e unido.

Brasília-DF, 5 de junho de 2023

Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal – SINDUSCON-DF
Associação Brasiliense de Construtores – ASBRACO
Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal - ADEMI-DF
Sindicato da Habitação do Distrito Federal – SECOVI-DF
Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do DF – CODESE-DF
Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal - SINDIVAREJISTA-DF
Associação Comercial do Distrito Federal – ACDF
Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília – SINDHOBAR
Associação dos Revendedores de Veículos d o Distrito Federal – AGENCIAUTO
Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do DF – SINCOFARMA
Sindicato dos Supermercados de Brasília - SINDSUPER
Associação dos Supermercados de Brasília - ASBRA

Voltar
Enviar mensagem no WhatsApp